Sobre o blog

Vida de ponto-e-vírgula: o modo de vida assim nomeado define-se negativamente: não é ponto, mas também não é vírgula. A vírgula alterna as coisas com muita rapidez. O ponto final é sisudo, sempre encerra períodos! Bem melhor ser ponto-e-vírgula: uma pausa que não é definitiva, e uma retomada que sempre pode ser outra coisa...



segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Janeiros

SNC00517a

 

É como o vento leve em seu lábio assobiar
A melodia breve lembrando brisa de mar
Mexendo maré num vai e vem pra se ofertar
Flor que quer desabrochar, nasceu
Dourando manhã...

Bordando areia
Com luz de candeia pra nunca se apagar.

Já passaram dias, inteiros
Janeiros, calendário que nunca chega ao fim
Início sim e só recomeçar.

 

Composição: Roberta Sá e Pedro Luís

3 comentários:

Bruno disse...

Boas escolhas. Foto e texto. Boa escolha o dia da foto também.

Bia Loivos disse...

Eu tenho bom gosto! :-)

Lica Richa. disse...

... só me resta elogiar de maneira simples: que linda(s)*!